FBI CONTROLE CIA: TECNOLOGIA "

FBI CONTROLE CIA


Mostrando postagens com marcador TECNOLOGIA. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador TECNOLOGIA. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Civilização Avançada da Suméria, conhecimentos estranhos, Segredos Perdidos da Suméria


Suméria antiga era uma civilização que apareceu "plena floração" -. o que significa que eles apareceram sem qualquer precursor ou civilização mais primitiva.
Isso, embora curioso por si só, não é o aspecto mais incomum da antiga Suméria. Não só os sumérios têm um sistema de leis complicado (incluindo júris), remédios (incluindo procedimentos invasivos), navios e navegação, mas mais notavelmente, um conhecimento surpreendentemente avançado de astronomia. Eles sabiam que a Terra girava em torno do sol, e eles sabiam sobre todos os planetas em nosso sistema solar - até Urano, Neptuno e Plutão, que não foram descobertos pela ciência moderna até 1781, 1846 e 1930!
-
Um dos selos mais polêmicos já descobertos e discutidos entre os estudiosos é apelidado de VA / 243, e parece descrever -, de acordo com vários 12 planetas dentro do nosso Sistema Solar com o Sol no centro.
Resultado de imagem para Sumerian Seal VA / 243 - Nibiru e Anunnaki
Sumerian Seal VA / 243 - Nibiru e Anunnaki
O Selo que remonta - pelo menos - do terceiro milênio aC pode ser encontrado no Museu do Estado em Páscoa, Berlim e está catalogado como VA / 243. 
-
Alegadamente, retrata toda a família do nosso Sistema Solar e um planeta desonesto identificado pelos autores como Planeta X, ou Nibiru, planeta natal dos Anunnaki Antigos.
-
O criador do selo decidiu colocar uma enorme estrela (que se assemelha ao sol) no centro, cercada por outros corpos celestes. O tamanho da estrela no meio é representado como um corpo maior em comparação com os outros corpos celestes. Aquele no meio retratado de forma diferente com características que recordam estranhamente os raios. 
Estas características são apenas uma coincidência?


blueprint: Sumerian Seal VA / 243 - Nibiru & Anunnaki 
Além disso, os sumérios estão falando sobre 12 planetas, enquanto nossa ciência atual apenas reconhece 9, é verdade; o Selo representa os 9 planetas conhecidos, com a lua próxima à Terra e a maior lua do sistema solar; "Ganimedes" orbita em torno de Júpiter. esses 11 corpos celestes cercam o sol no centro. 
Mas, quanto ao 12º planeta?
Resultado de imagem para Sumerian Seal VA / 243 - Nibiru e Anunnaki
Diagrama: antigo mapa do sistema solar sumério
O 12º planeta é colocado sozinho no meio do Selo, é representado pelo sumerio como um planeta muito distante. Talvez este seja o seu lugar real quando o Selo foi criado, ou o ponto mais distante que ele pode alcançar, de acordo com outra mitologia dos Sumérios, os 12 planetas são chamados Nibiru ou Marduk. Este é o planeta dos Anunnaki, que visitam nosso sistema solar a cada 3.600 anos. A órbita de Nibiru é elíptica, e Nibiru está simplesmente viajando através desta órbita visitando nosso sistema solar e passando entre Marte e Júpiter do que dar uma volta ao sol e deixar nosso sistema solar por mais 3600 anos.
Resultado de imagem para Planeta X ou Nibiru - Órbita elíptica
Planeta X ou Nibiru - Órbita elíptica
Esta descoberta deste mapa do céu é extraordinária. Isso prova claramente que a astronomia da Mesopotâmia foi muito mais avançada do que nunca acreditamos.
Os antigos textos astronômicos da Mesopotâmia também descreveram a destruição do planeta Tiamat nos tempos históricos, afirmou um planeta que existiam entre as órbitas de Nergal (Marte) e Kishar (Jupiter), que hoje os cientistas chamam de cinto de asteróides e que também é considerado o restos de um planeta antigo por estudiosos modernos.
Imagem relacionada

Diagrama: Origem do nosso sistema solar - colisão primitiva da Terra (Tiamat) e Nibiru (Marduk)
-
Os comprimidos da criação suméria afirmam que nosso sistema solar estava apenas começando a se formar e os planetas ainda não se tornaram sólidos. Um planeta intruso apareceu e caiu sob influência gravitacional pelos planetas externos. Nosso primitivo planeta Terra foi rotulado pelos sumérios como Tiamat. uma das grandes luas deste planeta invasor colidiu em nossa Terra primitiva (Tiamat). A colisão cortou Tiamat pela metade, lançando escombros no padrão que agora vemos hoje como o cinturão de asteróides. Após a colisão, Tiamat foi empurrado para uma nova órbita, os restos girados em torno de si mesmos formaram a lua, e as águas da lua de Nibiru se misturaram com as águas da Terra e a vida começou a surgir já completa e completa.
-
Na verdade, a civilização suméria sempre foi objeto de um debate entre os arqueólogos, especialmente em relação à sua origem, conhecimento e crenças, era uma civilização misteriosa e cheia de segredos, mas os mais fascinantes são os anunnaki.

RECOMENDADO









sexta-feira, 6 de abril de 2018

Ao centro de Marte: NASA prestes a descobrir segredos do Planeta Vermelho

Cratera na superfície de Marte
A agência espacial estadunidense NASA lançou ultimamente várias missões capazes de medir a atividade sísmica de Marte, mas afirma que a sonda mais recente é muito mais precisa. Os cientistas acreditam que a informação recebida do novo aparelho ajudará a entender melhor como os planetas se formam em geral.
Em meio aos planos ambiciosos de colonizar Marte um dia ou até fazer com que sua atmosfera seja compatível com a da Terra, alguns cientistas querem estudar primeiro a estrutura do Planeta Vermelho.
Segundo informou o portal Space.com, o futuro aterrissador (lander) da NASA, chamado InSight, será equipado especialmente para estudar os "terremotos em Marte". A informação recebida sobre as ondas sísmicas permitirá aos cientistas estudar a estrutura e a composição da crosta, do manto e até do núcleo do Planeta Vermelho.
Bruce Banerdt, do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, compara a missão da sonda a uma tomografia computorizada do planeta, afirmando que isso ajudará não apenas a analisar a sua estrutura atual, mas também a entender como se formou. Normalmente, tais mediações exigem três aparelhos para triangular a fonte das ondas, mas Banerdt está seguro de que a sonda InSight pode trabalhar sozinha, embora isso requeira algum tempo.
A sonda funcionará por cerca de dois anos terrestres após o pouso no Planeta Vermelho, planejado para 5 de maio de 2018.
Uma missão semelhante foi lançada nos fins dos anos 1970, mas o equipamento destinado a estudar a atividade sísmica tinha sido mal preparado para sua missão em Marte e seus resultados acabaram sendo na maioria inúteis.

RECOMENDADO





quarta-feira, 4 de abril de 2018

Mudança no WhatsApp facilita a vida de quem recebe áudios


Resultado de imagem para Mudança no WhatsApp facilita a vida de quem recebe áudios
 A atualização mais recente do WhatsApp para iPhone ganhou uma novidade prática: não é mais preciso ficar com o app aberto para que o usuário ouça uma mensagem de áudio.
Agora, portanto, será possível travar a tela do aparelho ou então usar outro aplicativo enquanto o áudio continua tocando. É claro que a segunda tarefa não pode envolver sons, nesse caso a mensagem será interrompida. Em outros termos, não será possível ouvir música ou assistir a um vídeo e continuar ouvindo a mensagem.
O app tem refinado a experiência de usuários que recebem e enviam muitas mensagens em áudio. Vale lembrar que, há pouco tempo, a versão para iPhone ganhou também um maneira de continuar gravando uma mensagem sem a necessidade de segurar o botão virtual.
Outra mudança mais tímida é que agora é possível acessar os Stories publicados no app por meio do widget que pode ser usado na tela de “Visualização para Hoje”.
Resultado de imagem para Mudança no WhatsApp facilita a vida de quem recebe áudios

Para ter acesso a esses recursos, tenha a última versão do WhatsApp instalado em seu iPhone.

Futuro

Se esses recursos já estão disponíveis, outros devem chegar em breve, de acordo com o WABetaInfo, fonte que busca por recursos que devem aparecer em versões futuras do app.

Entre as novidades que o site adianta estão um modo noturno (com cores escuras em vez das usadas tradicionalmente), suporte para uso do TouchID (leitor de impressões digitais) para segurança no app e suporte para até 4.096 usuários em cada grupo.
Essas novidades, porém, ainda não estão disponíveis para os usuários.

fontes 

RECOMENDADO




segunda-feira, 2 de abril de 2018

Hackers roubam dados de 150 milhões de usuários de aplicativo fitness



Um vazamento de informações atingiu mais de 150 milhões de usuários do aplicativo MyFitnessPal. Voltado para atividades físicas, o programa teve informações como nome de usuários, e-mails e palavras-chave por roubadas hackers. A Under Armour, empresa por traz do aplicativo, recomenda a troca imediata das senhas.
De acordo com a publicação do The Guardian, os vazamentos de informações do MyFitnessPal teriam ocorrido em fevereiro. No entanto, o problema só foi descoberto no último domingo, 25, e comunicado aos usuários nesta quinta-feira, 29, quatro dias depois. O programa é desenvolvido pela Under Armour, uma empresa americana que também vende roupas esportivas.
De acordo com a empresa por trás do serviço, informações sensíveis como cartão de crédito e outros meios de pagamentos não foram afetadas no vazamento. Apesar disso, o caso é preocupante, uma vez que os endereços de e-mail já podem ser de grande utilidade para criminosos. De qualquer forma, a empresa sugere que o usuário troque imediatamente a sua senha para evitar maiores problemas.
ReproduçãoPor enquanto, a Under Armour não sabe quem são os responsáveis pelo vazamento, mas garante que está investigando o caso. Este é o maior caso do tipo em 2018 e já é considerado um dos maiores de toda a história. As ações da empresa caíram 3% desde o anúncio, logo depois do fechamento do mercado.




RECOMENDADO




sábado, 31 de março de 2018

Mapa interativo permite 'lançar' bomba nuclear em qualquer parte do mundo


Explosão nuclear (imagem referencial)
Nova ferramenta on-line permite que você veja o que acontecerá caso diferentes tipos de bombas nucleares sejam largados em várias partes do mundo sem necessidade de ativá-las de fato.
novo serviço criado pela fundação Outrider Foundation, uma organização não governamental que visa aumentar a consciência sobre os assuntos globais, como armas de destruição maciça e aquecimento global, é de fato um mapa interativo onde a gente pode ver que devastação pode ser criada por uma detonação nuclear na área que escolher.
Simulador interativo de uma explosão nuclear
Simulador interativo de uma explosão nuclear
Os usuários também podem selecionar diferentes tipos de munições para serem "ativadas" — desde uma bomba de 15 quilotons, semelhante àquela que foi lançada contra a cidade japonesa de Hiroshima em 1945, até à chamada "Tsar Bomba", ou seja, a arma nuclear mais potente que alguma vez existiu.
"Vivemos em um mundo perigoso. As armas nucleares não nos tornam mais seguros, muito pelo contrário", disse Tara Drozdenko, diretora de gestão da fundação Outrider Foundation, ao portal Gizmodo.
"Entender os perigos já é o primeiro passo para fazer a mudança para um futuro melhor", resumiu.



RECOMENDADO




sexta-feira, 30 de março de 2018

Astrônomos descobrem 'mundo aquático' fora do Sistema Solar


Resultado de imagem para Astrônomos descobrem 'mundo aquático' fora do Sistema Solar
Uma equipe internacional de astrônomos liderada pelo Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), com sede em Portugal, determinou a massa de dois planetas fora do Sistema Solar.
Segundo a astrônoma do IA e autora do estudo, Susana Barros, eles chegaram à conclusão de que um dos planetas pode ser composto entre 9% e 50% de água, concluindo que o menor planeta HD 106315 b tem uma massa 12,6 vezes maior do que a da Terra, enquanto o maior planeta HD 106315 c é 15,2 vezes maior.
De acordo com os dados do IA, o planeta HD 106315 b pode ser composto por até 50% de água e 50% de material rochoso. Se for assim, seria um verdadeiro mundo aquático. 
Os dados foram descobertos com o auxílio do espectrógrafo HARPS do Observatório Europeu do Sul, um instrumento astronômico de alta precisão capaz de detectar planetas fora do Sistema Solar.
Os dois planetas foram observados pela sonda Kepler, da NASA.
De acordo com o IA, para constatar se um planeta é gasoso, rochoso ou se tem atmosfera, é preciso saber sua massa, informação que pode ser obtida a partir de um método específico.
Segundo Susana Barros, o sistema planetário descrito neste estudo demonstra a diversidade da composição dos dois planetas.
"Como a estrela que estes [planetas] transitam é bastante brilhante, será ainda possível estudar suas atmosferas. Com o telescópio que dispomos é possível observar a atmosfera do planeta c, mas para o planeta b será necessário esperar por instrumentos como o Telescópio Espacial James Webb (JWST), que será lançado em 2019", informou a cientista.
fonte 



sexta-feira, 16 de março de 2018

Nova CNH trocará o papel pelo cartão de plástico; veja quando


 |

Documento usará um chip, como nos cartões de débito/crédito, contendo informações dos motoristas


Depois de virar uma aplicativo no celular, a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) passará por mais uma evolução: irá abandonar o formato de papel para assumir o de cartão plástico.

A resolução que prevê a mudança será divulgada nesta semana pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e implementada até 1.º de janeiro de 2019, prazo final de adaptação dos Detrans estaduais ao novo modelo. 
O órgão federal, porém, não informou se haverá possíveis diferenças de valores na aquisição ou renovação da carteira de motorista já sob o novo formato. Provavelmente, cada Detran deverá definir o custo ao adotar a tecnologia.
Chamado de cartão inteligente pelo Contran, a CNH de plástico é semelhante ao cartão de débito/crédito convencional, com um chip e gravação a laser dos dados do motorista. 

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/12/06/Automoveis/Imagens/Cortadas/CNH Plástico 2-ID000002-1200x800@GP-Web.jpg
Os motoristas que forem renovar a carteira já receberão o modelo novo, não havendo necessidada de antecipar a ida ao Detran. A atual permanece valendo até a data de vencimento.
Segundo o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, a medida proporcionará maior segurança e possibilitará a integração com outros países, que já adotam o formato. “O objetivo é reduzir a probabilidade de fraudes e aumentar a durabilidade”, explicou o ministro. 
No modelo atual, em papel, é proibida a plastificação, o que torna o documento suscetível ao desgaste do tempo e também ao risco de rasgar.
A novidade possibilitará ainda no futuro ser usada para outras utilidades, como pagamento de pedágio ou transporte público, controle de acesso a prédios públicos, universidades e estacionamentos e identificação biométrica, com cadastro das digitais no chip que permitirá validar a identidade em bancos, serviços públicos, entre outros.

Melhorias recentes


CNH tem recebido melhorias constantes nos últimos tempos. Ganhou um novo visual no início deste ano, trazendo recursos de segurança, como marcas d'água e itens holográficos. 
A partir de maio também passou a contar com o QR-Code, código que possibilita conferir os dados do condutor por meio de leitura com a câmera do smartphone. 
E a mais recente foi a criação de uma versão digital, já em vigor em alguns estados desde outubro passado. Até 1.º de fevereiro de 2018, a CNH eletrônica (CNH-e) via acesso pelo celular estará disponível em todo o país. 


Curta nossa página no Facebook